p Golden Solution | Computação em Nuvem: Conceitos e Benefícios

Computação em Nuvem: Conceitos e Benefícios.

29/03/2022
Cloud Computing
Computação em Nuvem
Exemplos de Computação em Nuvem
Nuvem hibrida
Nuvem Privada
Infraestrutura Local

A computação em nuvem está entre os termos de negócios mais falados atualmente. Ele mudou a forma de armazenar, acessar e compartilhar dados, bem como colaborar e gerenciar recursos de computação. Desde o advento da internet, a computação em nuvem abriu novas formas de conduzir os negócios. Ele permitiu que as empresas fossem além da infraestrutura de TI tradicional que está no local.

A computação em nuvem oferece agilidade e eficiência às empresas modernas, além de escalabilidade e segurança, além de maior colaboração e custos mais baixos. Espera-se que a dependência da computação em nuvem aumente em 2022, quando o trabalho híbrido ocupar o centro do palco. Se uma organização já adotou a computação em nuvem ou planeja fazê-lo no próximo ano, é essencial estar ciente dos fundamentos para se beneficiar totalmente das soluções baseadas em nuvem.

Nesta página, veremos a definição de computação em nuvem, o que é, como funciona, bem como seus prós e contras.

O que é computação em nuvem?

De acordo com o ZDNet, “computação em nuvem refere-se à entrega de serviços de computação sob demanda, incluindo aplicativos, processamento e armazenamento – normalmente via Internet e normalmente em uma base de pagamento conforme o uso”.

No sentido mais simples, a nuvem é a internet. Se as empresas armazenam informações em data centers virtuais ou acessam aplicativos usando uma conexão com a Internet, em vez de usar o disco rígido do dispositivo ou a infraestrutura de TI local, isso significa que estão operando na nuvem.

A computação em nuvem é tão fácil quanto “servidores em um data center externo” ou até mesmo aplicativos sem servidor inteiros que são elásticos e com redundância geográfica de baixo custo.

História da Computação em Nuvem

De acordo com a Technology Review, o termo “computação em nuvem” foi usado pela primeira vez no ano de 1996 em um documento interno da Compaq.

1999 marcou um ano importante para a computação em nuvem, quando a Salesforce foi a primeira empresa a fornecer aplicativos corporativos pela Internet. Este foi também o início do Software-as-a-Service (SaaS).

O ano de 2002 viu a Amazon introduzir o Amazon Web Services (AWS) em 2002, que foi um grande avanço da computação em nuvem. O conjunto de serviços baseado em nuvem inclui computação, armazenamento e inteligência humana. Foi em 2006 que a Amazon criou o Elastic Compute Cloud(EC2), que permitiu que empresas e pessoas alugassem computadores virtuais e criassem seus próprios programas de computador.

O ano de 2009 foi marcado por outro momento significativo na computação em nuvem, quando o Google Workspace passou a oferecer aplicativos de navegador de nível empresarial. No mesmo ano, a Microsoft ingressou no mercado de computação em nuvem através do Microsoft Azure, que então empresas como Oracle e HP também seguiram o exemplo.

Como funciona a computação em nuvem?

A computação em nuvem é a transferência de recursos de computação, como infraestrutura de TI ou data center, pela Internet. Isso permite que as empresas aluguem a capacidade de armazenamento ou usem software, em vez de criar e manter data centers. Uma das principais vantagens da computação em nuvem é que eles pagam apenas pelos recursos que utilizam.

Para obter uma melhor compreensão dos aspectos técnicos da computação em nuvem, a computação é dividida em back-end e front-end. O componente frontend permite que os usuários acessem informações e programas na nuvem usando um navegador de internet ou empregando um programa de computação em nuvem. O back-end é composto por servidores, computadores e bancos de dados que armazenam as informações.

Exemplos de computação em nuvem

A computação em nuvem abrange tudo, desde bancos de dados a máquinas virtuais e aplicativos completos sem servidor. Exemplos de computação em nuvem incluem:

Salesforce: Salesforce.com é um provedor de SaaS focado no gerenciamento de relacionamentos com clientes (CRM). A empresa oferece software de nível empresarial para auxiliar no alinhamento de vendas, marketing e atendimento ao cliente e muito mais. Os usuários podem trabalhar de qualquer lugar.

DigitalOcean: Esta empresa é uma provedora de infraestrutura como serviço (IaaS) com sede em Nova York para desenvolvedores de software. As empresas utilizam a DigitalOcean para criar e expandir aplicativos que podem ser executados simultaneamente em vários servidores em nuvem.

Google Cloud: é um bom exemplo de suite para Cloud Computing que centralizada diversos módulos de serviços de nuvem, como data storage, data analytics e machine Learning. O Google Cloud Platform funciona nos modelo de infraestrutura como serviço (IaaS) e plataforma como serviço (PaaS).

Dropbox é um serviço hospedagem de arquivos que permite aos usuários salvar e sincronizar seus arquivos para acessá-los de qualquer lugar.

Principais usos para computação em nuvem

De pequenas empresas a grandes organizações e governos, todas as empresas fazem uso da computação em nuvem para acessar tecnologias para melhorar os fluxos de trabalho, aprimorar a comunicação, a eficiência e a prestação de serviços. Abaixo estão alguns dos aplicativos mais usados ​​para computação em nuvem.

Armazenamento (storage) – Um dos usos mais frequentes da computação em nuvem é o armazenamento de arquivos. Há muitas maneiras que podem ser usadas para salvar e recuperar informações, incluindo discos rígidos para PCs, unidades externas, unidades USB, etc.

Database Cloud – Database é um caso de uso de negócios comum. A IBM define bancos de dados em nuvem no sentido de “um serviço de banco de dados que é construído e acessado por meio da plataforma baseada em nuvem”. Um banco de dados baseado em nuvem oferece as mesmas funções que um banco de dados tradicional.

Aplicações Web – As aplicações web são a ferramenta essencial para as empresas no presente. A tecnologia em nuvem é a base para esses aplicativos, e os usuários podem usar aplicativos baseados na Web por meio de um navegador da Web e ter acesso instantâneo aos dados.

Collaboration – devido à facilidade de acesso e recursos de integração, bem como sua flexibilidade, bem como suas ferramentas baseadas em nuvem de segurança e facilidade de uso, como Microsoft 365 e Google Workspace, são a escolha preferida para empresas que desejam colaborar internamente entre departamentos e externamente com os clientes.

Aplicativos SaaS – aplicativos de software como serviço (SaaS), como o Salesforce, permitem que as empresas armazenem, organizem e mantenham dados, bem como automatizem o marketing e gerenciem clientes com eficiência.

Quais são exatamente os vários tipos de computação em nuvem?

Existem quatro tipos principais de computação em nuvem, ou seja, privada, híbrida pública, multicloud e híbrida.

Nuvem pública

A VMware define a nuvem pública como “um modelo de TI em que os serviços e a infraestrutura de computação sob demanda são gerenciados por um provedor terceirizado e compartilhados com várias organizações usando a Internet pública”. Os provedores de serviços em nuvem oferecem vários serviços como Infraestrutura como Serviço (IaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e SaaS para indivíduos e empresas que alugam esses serviços mensalmente ou com base no pagamento por uso. Amazon Web Services (AWS), Microsoft Azure, Google Cloud, Alibaba Cloud e IBM Cloud estão entre os cinco principais provedores de serviços em nuvem.

Nuvem privada

É aquela em que você pode encontrar onde a infraestrutura de TI é dedicada exclusivamente a uma organização específica. Diferente de uma nuvem pública em que os recursos de TI são compartilhados entre vários inquilinos. Uma nuvem privada é a escolha ideal para empresas cuja conformidade com os regulamentos de segurança, controle e segurança são importantes. Em geral, uma nuvem privada fica alojada no data center de uma empresa e é alimentada por equipamentos próprios da empresa. No entanto, uma organização pode terceirizar a hospedagem para um provedor externo, que gerencia remotamente todos os recursos de computação.

Nuvem híbrida

Nuvem híbrida refere-se a uma fusão de ambientes de nuvem privada e pública. As empresas podem usar esse tipo de modelo para aumentar sua capacidade de computação. Se os recursos das nuvens privadas atingirem seu limite, as empresas poderão usar a nuvem pública para aumentar os recursos de sua nuvem privada. A nuvem híbrida permite que as empresas aumentem ou diminuam a capacidade de sua computação com base nos requisitos do serviço ou do tráfego. Isso significa que não há necessidade de comprar e manter novos servidores, o que permite às empresas reduzir custos e tempo.

Multicloud

Refere-se à prática de utilizar uma combinação de serviços de nuvem que incluem dois ou mais serviços de nuvem privada ou pública, ou talvez uma mistura de ambos, de uma variedade de provedores de serviços de nuvem. O Multicloud permite que as empresas escolham os serviços mais adequados de vários provedores de nuvem de acordo com suas necessidades. Isso permite que as empresas usem diferentes nuvens para vários fins.

Computação em Nuvem: Conceitos, Benefícios e Pontos de Atenção

Vantagens

A computação em nuvem permite que as empresas operem de qualquer lugar e com mais eficiência. A computação em nuvem tem muitos benefícios. incluir:

Redução de custos – Como as empresas não precisam criar a própria infraestrutura de TI ou comprar equipamentos ou hardwares caros, isso ajuda as empresas a reduzir significativamente o custo das despesas de capital.

Flexibilidade/escalabilidade – Não importa se eles exigem capacidade, largura de banda ou armazenamento adicionais, ele é capaz de aumentar ou diminuir sem esforço os recursos de computação com base em seu orçamento e requisitos.

Segurança – A segurança de dados tornou-se uma grande preocupação para as empresas no presente. Os provedores de nuvem oferecem recursos avançados de segurança, como gerenciamento de acesso, autenticação e criptografia de dados.

Mobilidade – A computação em nuvem permite que os funcionários acessem informações corporativas de qualquer dispositivo, em qualquer local e a qualquer momento pela Internet. Com dados prontamente acessíveis e acessíveis, os funcionários podem estar ativos mesmo quando estão em movimento.

Colaboração aprimorada – Os aplicativos em nuvem permitem que as empresas se comuniquem sem esforço, acessem e compartilhem dados com segurança, tornando a colaboração fácil e fácil. A computação em nuvem permite que muitos usuários editem e trabalhem com arquivos ao mesmo tempo e com um método claro e transparente.

Recuperação de desastres – Os principais provedores de nuvem estão equipados para lidar com eventos disruptivos e inesperados, incluindo falhas de hardware e software e desastres naturais, bem como quedas de energia, o que garantirá a mais alta disponibilidade de aplicativos, além da continuidade dos negócios.

Atualizações automatizadas – Com os serviços de computação em nuvem, os provedores atualizam rotineiramente seus sistemas com a tecnologia mais recente, garantindo às organizações o software mais recente, os servidores mais recentes e os recursos de processamento mais recentes.

A Golden Solution possui as melhores soluções de Cloud Computing para o seu negócio. Entre em contato e entenda como pode otimizar seus recursos com a Golden Cloud.

Saiba mais em: Cibersegurança – Conceitos e Tecnologias

Entre em contato conosco e conheça melhor nossas soluções.